[1]
M. A. . Rodrigues, “Stanislávski e a tomada de decisão”, OLH, vol. 7, nº 1 e 2, p. 28-38, dez. 2020.