A metodologia de Keith Johnstone: uma linguagem para o teatro

Autores

  • Frank Totino Universidade de Calgary

Palavras-chave:

Processo criativo, Improvisação, Racionalidade.

Resumo

O artigo analisa a abordagem pedagógica para a compreensão da improvisação, da espontaneidade e do processo criativo de Keith Johnstone. Aborda como o aprendizado tradicional do passado negava a importância da intuição relegando-a ao mundo da magia e das religiões ditas “primitivas”. Discorre sobre como a educação formal encolhe o talento e como encontrar modos de combater o efeito causado.

Biografia do Autor

Frank Totino, Universidade de Calgary

É ator e diretor de teatro e cinema. Integrou a Loose Moose, dirigida por Keith Johnstone, criador do Teatro esporte. Mestre em Direção Cênica pela Universidade de Calgary/Canadá.

Referências

JOHNSTONE, Keith. Don’t be prepared: theatresports for teachers. Calgary: Loose Moose Theatre Company, 1994.

Downloads

Publicado

08/07/2015

Como Citar

Totino, F. (2015). A metodologia de Keith Johnstone: uma linguagem para o teatro. Olhares, (2), 16-19. Recuperado de https://olharesceliahelena.com.br/index.php/olhares/article/view/23

Edição

Seção

Pedagogia das Artes da Cena